Balanço Geral MG Polícia desmente travesti suspeita de matar serralheiro em BH

Polícia desmente travesti suspeita de matar serralheiro em BH

Acusada afirmou ter cometido o crime após a vítima se recusar a pagar por programa sexual, mas foi indiciada por latrocínio

A Polícia Civil concluiu a investigação sobre o assassinato de um serralheiro no mês de janeiro no bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte. A suspeita do crime era uma travesti, que alegou ter agredido a vítima após ela ter se recusado a pagar por um programa sexual. Mas as investigações apontaram que o crime foi, na verdade, um latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

Últimas