Coronavírus

Minas Gerais Belo Horizonte suspende aulas presenciais dos cursos de saúde

Belo Horizonte suspende aulas presenciais dos cursos de saúde

Faculdades eram autorizadas a realizar as atividades laboratoriais e práticas; suspensão visa conter avanço da covid-19

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Aulas práticas aconteciam desde setembro de 2020

Aulas práticas aconteciam desde setembro de 2020

Reprodução / Pixabay

A Prefeitura de Belo Horizonte voltou a proibir a realização de aulas presenciais das graduações nas áreas de saúde e dos cursos técnicos na cidade.

Estes setores educacionais eram os únicos autorizados a realizar atividades dentro das faculdades e centros de formação, para realização de aulas laboratoriais e práticas.

As aulas aconteciam desde 23 de setembro de 2020, mas segundo a Secretaria de Saúde, foi necessário suspender as atividades para conter a covid-19.

"Na época da liberação, puderam retomar as atividades presenciais, desde que previamente autorizadas pela Secretaria Municipal de Saúde, as escolas de nível superior, para os cursos na área da saúde, somente para aulas laboratoriais e práticas; e as escolas de educação profissional de nível técnico", explicou a secretaria em nota.

Leia também: Cidades da Grande BH vão adotar toque de recolher para conter covid

Após a decisão da prefeitura, faculdades particulares de Belo Horizonte já começaram a notificar os universitários sobre a suspensão das aulas práticas.

No último sábado (6) a cidade voltou à fase zero de restrições. Todo comércio não essencial foi fechado. Apenas atividades essenciais podem funcionar. Entre elas, postos de combustíveis, serviços de saúde, supermercados, padarias. Bares e restaurantes podem abrir apenas para retirada da mercadoria ou entrega por delivery.

A prefeitura cogitava autorizar o retorno das aulas da educação infatil nesta semana, mas recuou diante o aumento de casos de covid-19 e o registro de infecções com novas cepas do coronavírus.

Últimas