Novo Coronavírus

Minas Gerais Betim (MG) muda regras e fecha shoppings nos fins de semana

Betim (MG) muda regras e fecha shoppings nos fins de semana

Medida visa reduzir superlotação nas ruas e aglomerações em comércio não essenciais nos sábados e domingos; Betim tem 34 mortes por covid-19

Uso de máscaras é fiscalizado em Betim

Uso de máscaras é fiscalizado em Betim

Reprodução/Prefeitura de Betim

A Prefeitura de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, alterou pela sétima vez as regras de flexibilização do isolamento social na cidade. A partir desta quarta-feira (2), todo o comércio não essencial, incluindo as lojas em shoppings centers, devem fechar as portas aos fins de semana. A medida vale pelas próximas três semanas, até o dia 19 de julho.

Segundo a prefeitura, os estabelecimentos terão restrição de horário durante a semana, estando autorizados a funcionar entre 10h e 16h, desde que obedeçam a "normas de biossegurança", como exigir o uso de máscaras e oferecer álcool em gel aos clientes. 

Esses estabelecimentos deverão fechar as portas aos fins de semana, quando somente os comércios considerados essenciais, como supermercados, farmácias e postos de combustíveis poderão funcionar. 

A cidade de Betim registra 34 mortes causadas em decorrência da infecção pelo novo coronavírus. Até esta quarta-feira (1º), já haviam sido confirmados 886 casos. 

Aglomeração

De acordo com a prefeitura, a estratégia de fechar os estabelecimentos não essenciais tem como objetivo evitar que os estabelecimentos fiquem lotados nos fins de semana, inclusive de moradores de outras cidades. 

Segundo o prefeito Vittorio Medioli, a cidade de Betim tem capacidade "satisfatória" de atendimento, mas não tem estrutura para receber moradores de outras cidades. 

— Estamos no pico da pandemia, que deve durar por mais 40 dias

Últimas