Minas Gerais BH autoriza feiras e congressos com público superior a 600 pessoas

BH autoriza feiras e congressos com público superior a 600 pessoas

Feiras, congressos, exposições e seminários com público superior a 600 pessoas podem ocorrer na capital mineira mediante licenciamento específico

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Exposições estão autorizadas na capital mineira

Exposições estão autorizadas na capital mineira

Reprodução / Google Street View

A Prefeitura de Belo Horizonte liberou, desde esta segunda-feira (30), a realização de feiras de negócios, exposições, congressos e seminários para mais de 600 pessoas na capital mineira. A mudança acontece no momento em que a ocupação de leitos de enfermaria e UTI vem aumentando na cidade.

Segundo o Executivo municipal, não está descartada a possibilidade de rever a medida, caso aconteça um agravamento da pandemia na cidade.

De acordo com decreto 17.458, publicado pelo Executivo municipal em 27 de outubro, os organizadores destes eventos com previsão de público superior a de 600 pessoas devem solicitar um licenciamento específico. 

O texto também prevê que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 pode alterar essas regras de acordo com o "monitoramento dos indicadores epidemiológicos e de capacidade assistencial".

No caso dos eventos com previsão de público de até 600 pessoas, o que inclui, cinemas, teatros e eventos gastronômicos, que estão liberados desde o fim de outubro, os organizadores devem cumprir um protocolo específico determinado pelo Executivo municipal.

Dentre as exigências, estão a limitação de uma pessoa a cada 7m² e a proibição de público em pé.

Veja a íntegra da nota da prefeitura:

"A Prefeitura de Belo Horizonte mantém o monitoramento constante dos indicadores da doença no município. Em caso de agravamento, o decreto será rediscutido pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19, assim como todos os outros já publicados".

Últimas