Novo Coronavírus

Minas Gerais BH bate novo recorde ao confirmar mais 90 mortes por covid-19

BH bate novo recorde ao confirmar mais 90 mortes por covid-19

Embora este seja o segundo recorde atingido na semana, a média de novos casos na capital mineira reduziu nos últimos dias

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Média de novos casos tem reduzido

Média de novos casos tem reduzido

Reprodução / Pixabay

Belo Horizonte registrou, nesta quinta-feira (1º), mais um recorde de mortes causadas pela covid-19. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 90 óbitos pela doença.

Esse foi o segundo recorde em menos de uma semana, já que na última sexta-feira (26), a cidade confirmou 59 mortes. Antes dessas duas notificações, o maior número de óbitos era 53, registrado nos dias 4 e 11 de agosto de 2020.

A Secretaria Municipal de Saúde também registrou 1.939 testes positivos para a doença, e o total de casos confirmados chegou a 144.877. No total, 133.768 pessoas já foram curadas, enquanto 7.795 continuam em acompanhamento.

Índices de monitoramento

Os três indicadores da pandemia na capital mineira tiveram redução. A taxa de transmissão por infectado manteve a trajetória de queda iniciada há, pelo menos, duas semanas, e está em 1,06. O índice, também conhecido como Rt, ainda aponta para um aumento na disseminação do vírus na cidade.

A ocupação dos leitos intensivos para pacientes covid-19 passou de 94,7% para 92,5%, ainda na “fase vermelha”. BH tem, hoje, 1.041 pacientes internados na UTI, sendo 505 na rede SUS e 536 em hospitais particulares. Restam 85 leitos livres, 43 nos hospitais públicos e 42 na rede privada.

A ocupação dos leitos simples passou de 82,6% para 81,8%. Existem 419 quartos de enfermaria disponíveis para pacientes com covid-19, sendo 231 na rede SUS e 188 nos hospitais particulares.

Após acumular 10 dias seguidos de alta, a incidência de novos casos por 100 mil habitantes completou, nesta quinta-feira (1º), uma semana de quedas consecutivas. O índice está em 496,9, longe do ideal para para a reabertura das escolas na cidade, que é de 20 casos por 100 mil habitantes.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento.

Últimas