Coronavírus

Minas Gerais BH cadastra idosos com mais de 89 anos para vacinação contra a covid

BH cadastra idosos com mais de 89 anos para vacinação contra a covid

Cadastramento pode ser feito pelo site da prefeitura ou pelo telefone 156 a partir de segunda-feira (8); confira as regras

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Cadastro começa na próxima semana

Cadastro começa na próxima semana

Divulgação / Mauro Miranda Ferreira

A partir da próxima segunda-feira (8) idosos com mais de 89 anos podem começar a se cadastrar para serem vacinados contra a covid-19 em Belo Horizonte. De acordo com a prefeitura, para serem imunizados, os idosos devem ser moradores da capital mineira e completarem 89 anos até 28 de fevereiro de 2021. 

Para isso, é preciso fazer um cadastro a partir de segunda-feira (8) no site da Prefeitura de Belo Horizonte ou por meio do telefone 156. O atendimento é de segunda a sexta-feira, de 7h às 21h e nos fins de semana, de 7h às 20h, na opção 2. O pedido pode ser feito pela própria pessoa, um parente ou um responsável.

Veja: "Confio 200% na vacina e quem não quer vacinar é burro", diz Kalil

Depois disso, haverá o contato da Prefeitura de Belo Horizonte, por telefone, para realizar o agendamento da data da vacinação em domicílio, com equipes volantes da Secretaria Municipal de Saúde, ou em um posto de vacinação indicado.

Depois de cadastrado, o idoso será contactado pela Prefeitura de Belo Horizonte para marcar data para a vacinação, que poderá ser feito por meio da visita de uma equipe à casa onde o idos vive ou em um posto de vacinação. De acordo com o Executivo municipal, a imunização começrá tão logo os cadastros e agendamentos forem confirmados. 

Vacinação

Na primeira fase de vacinação, foram imunizados os profissionais de saúde que trabalham em hospitais públicos e privados de Belo Horizonte. Em seguida, foram vacinados os que trabalham em centros de saúde, Cersams e no Samu. 

Os idosos com 89 anos ou mais estão incluídos na segunda fase, que terá à disposição, 57,3 mil doses da vacina já repassadas à capital. De acordo com a prefeitura, Belo Horizonte segue o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde, e a mudança na ordem dos grupos a serem vacinados, bem como alguma fragmentação dentro deles pode ocorrer de acordo com a quantidade de doses disponibilizadas. 

Últimas