Coronavírus

Minas Gerais BH começa a vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19

BH começa a vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19

Atendimento vai acontecer das 8h às 14h, nos centros de saúde, para grupo de comorbidade; confira a documentação necessária

A Prefeitura de Belo Horizonte começa a aplicar a vacina contra covid-19 nas crianças de 5 a 11 anos, neste sábado (14).

Veja os locais de atendimento em BH

Veja os locais de atendimento em BH

Freepik/Reprodução

Inicialmente, só serão atendidos os meninos e meninas que tenham comorbidades, deficiência permanente ou que sejam indígenas ou quilombolas. A lista de doenças aptas pode ser consultada neste link.

O grupo foi dividido devido ao número de imunizantes infantis recebidos: 10.800. A expectativa é novas remessas sejam enviadas ao Estado nos próximos dias.

Neste sábado, atendimentos vão acontecer das 8h às 14h, nos centros de saúde. A lista com as unidades mais próximas está disponível neste link.

A imunização dos acamados ou com mobilidade reduzida terá início na segunda-feira (17). "As equipes entrarão em contato com as famílias daqueles que têm cadastro nos Centros de Saúde para o agendamento", detalha.

O que é preciso para vacinar as crianças?

No ato do atendimento, o responsável pela criança precisa apresentar um documento que comprove a comorbidade. São aceitos: laudos, declarações, prescrições médicas ou relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde (emitidos em até 12 meses antes da data do cadastro), assinado e carimbado, em versão original.

Também são exigidos cartão de vacina, comprovante de endereço, documento de identidade com foto ou certidão de nascimento.

"A criança com comorbidades, deficiência permanente, indígenas ou quilombolas, deve estar acompanhada de pais ou responsáveis e apresentar documento de identificação com foto ou certidão de nascimento, CPF, comprovante de endereço e cartão de vacina.

Caso o acompanhamento seja por terceiros, haverá a necessidade de apresentar o termo de autorização de para vacinação, disponibilizado no portal da Prefeitura, devidamente preenchido e assinado pelos pais ou responsáveis", explicou a secretaria de Saúde.

Últimas