Minas Gerais BH depende da chegada de novas doses para ampliar vacinação

BH depende da chegada de novas doses para ampliar vacinação

Por enquanto, município aplica reforço em trabalhadores da Saúde com mais de 60 anos e grupos já convocados para vacina

BH já vacinou pessoas sem comorbidade de 56 anos

BH já vacinou pessoas sem comorbidade de 56 anos

Soe Zeya Tun/Reuters - 07.06.2021

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que depende da chegada de novas remessas de vacina contra a covid-19 para ampliar o público atendido na campanha de imunização.

A falta de doses para atender novos grupos será tema de uma entrevista coletiva convocada pelo secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, para a tarde desta terça-feira (15).

Enquanto João Dória (PSDB), governador de São Paulo, e Eduardo Paes (PSD), prefeito do Rio de Janeiro, divulgaram calendários com datas para vacinação de todas as pessoas com até 18 anos, ainda não há iniciativa neste sentido em Minas Gerais.

Na última semana, o governador Romeu Zema (Novo), voltou a afirmar que a expectativa é que toda população com mais de 18 anos receba ao menos uma dose entre o final de outubro e o mês de dezembro, sem especificar datas.

Vacinação em BH

O último grupo convocado para vacinação na capital mineira foi o das pessoas sem comorbidades com idades entre 56 e 59 anos. Quem faz parte desta faixa etária pode receber o imunizante desde a última semana.

No entanto, para esta semana, não houve ampliação do atendimento por idade. No lugar de uma nova faixa etária, a prefeitura adiantou o reforço da AstraZeneca para os trabalhadores da saúde com idade a partir de 60 anos, que receberam a primeira dose no fim do mês de março. O prazo para a aplicação entre as doses é de três meses neste caso.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as pessoas que já foram convocadas para vacinação mas perderam a data por algum motivo podem procurar o posto de imunização mais próximo de casa.

Últimas