Coronavírus

Minas Gerais BH diz que não pode prever calendário de vacinação na cidade

BH diz que não pode prever calendário de vacinação na cidade

Secretário Municipal de Saúde alega incerteza na data de entrega das remessas ao não definir data de imunização contra a covid-19

Carla Carniel/Reuters - 07.06.2021

A Prefeitura de Belo Horizonte não vai publicar, por enquanto, um calendário com previsão de vacinação por faixa etária na cidade, como tem ocorrido em outras capitais.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, o documento não será elaborado devido à incerteza do município em relação à entrega dos lotes de imunizantes prometidos.

— Já fizemos vários esboços de cronograma de vacinação. Todos tiveram que ser abortados porque as entregas não foram cumpridas. Não vamos prometer vacinar a faixa etária de 30 anos porque não sabemos se vamos poder cumprir.

O representante da prefeitura atribuiu a revisão da quantidade de doses a dois fatores. O primeiro, a reavaliação no volume feita pelo próprio Ministério da Saúde. O segundo, segundo ele, foi como ocorreu na última sexta-feira (15), quando o Governo de Minas deixou de enviar 50 mil unidades à capital mineira.

— Teoricamente a gente esperava receber 70 mil doses, mas recebemos pouco mais de 19 mil. Essas 50 mil restantes foram para outros lugares. Para onde foram não interessa, já que vacina distribuída é vacina aplicada, que salva vidas. O problema é a falta de critério e transparência na distribuição.

Sobre o assunto, Fábio Baccheretti, secretário Estadual de Saúde de Minas Gerais, disse que a capital mineira recebeu quantidade menor na última entrega numa tentativa de tentar equiparar a distribuição entre as cidades.

Segundo Baccheretti, a decisão foi tomada junto ao Conselho de Secretários Municipais de Saúde.

— Na última semana, quando foi distribuída a vacina para comorbidade, Belo Horizonte estava com 12% enquanto outras cidades estavam com 7% e 8%. Por isso, recebeu uma quantidade menor de vacina, para equilibrar.

Atualmente, a vacinação em Belo Horizonte está direcionada aos moradores sem comorbidade com idade acima de 56 anos, sem previsão de ampliação devido à falta de doses.

Corrida da vacinação

Nas últimas semanas, governadores e prefeitos têm divulgado calendários de vacinação para população de até 18 anos. Alguns deles iniciaram uma disputa na internet, em tom de brincadeira, sobre qual região imuniza a maior parte da população com mais velocidade.

Entre os políticos que entraram na "rinha da vacina", como se referem os internautas, estão João Doria (PSDB), Flávio Dino (PCdoB), governadores de São Paulo e do Maranhão, além de Eduardo Leite (PSDB) e Eduardo Paes (PSD), prefeitos do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

Nesta terça-feira (15), a equipe do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), divulgou um calendário que prevê a aplicação de ao menos uma dose em toda população até outubro deste ano.

Veja como anda a vacinação pelo país:

Últimas