Minas Gerais BH fecha, hoje, seis postos de saúde 24 horas para pacientes não-covid

BH fecha, hoje, seis postos de saúde 24 horas para pacientes não-covid

Em março, prefeitura destinou nove centros para atender pacientes sem sintomas respiratórios; demanda nas UPAs caiu 34%

Demanda de atendimento nas UPAs caiu 34% em relação aos últimos meses

Demanda de atendimento nas UPAs caiu 34% em relação aos últimos meses

Reprodução / Google Street View

A partir desta segunda-feira (24), apenas três dos nove centros de saúde de Belo Horizonte, exclusivos para atendimento de pacientes não covid-19, continuam a funcionar 24 horas. Devido à queda na demanda de atendimento, a Prefeitura de BH decidiu fechar seis centros de saúde para atendimento dia e noite.

Em março, a prefeitura decidiu que um centro de saúde em cada uma das nove regionais da cidade seria destinado a atendimento para pacientes que apresentavam outros problemas de saúde que não fossem relacionados à covid-19. 

O objetivo era desafogar o atendimento desses pacientes nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), que vinham recebendo diversos casos de pacientes com suspeita de covid-19.

De acordo com a prefeitura, ao todo, desde março, as nove unidades 24 horas realizaram cerca de 25 mil atendimentos.

Já nas UPAs, com a melhoria nos indicadores da pandemia, a procura por atendimento caiu cerca de 34%, na comparação com meses de março e abril. 

Confira os centros de saúde 24 horas que continuam funcionando: 

- Flávio Marques Lisboa (Barreiro)
- Santa Terezinha (Pampulha)
- Santa Mônica (Venda Nova)

Últimas