Novo Coronavírus

Minas Gerais BH passa das 1.600 mortes por covid e ocupação de UTIs tem nova alta

BH passa das 1.600 mortes por covid e ocupação de UTIs tem nova alta

Capital chega a 1.610 mortes e 52.352 casos confirmados do novo coronavírus, enquanto ocupação de leitos intensivos sobe pelo 8º dia seguido

Covid-19 já matou 1.610 pessoas em Belo Horizonte

Covid-19 já matou 1.610 pessoas em Belo Horizonte

Reprodução / Pixabay

Belo Horizonte ultrapassou, nesta sexta-feira (20), a marca de 1.600 mortes pela covid-19.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, foram confirmados 13 óbitos e 271 testes positivos nas últimas 24 horas. Belo Horizonte soma 1.610 mortes, 52.352 casos confirmados e 48.286 pacientes curados da doença desde o início da pandemia. Outros 2.456 casos continuam em acompanhamento.

Índices em alta

A ocupação dos leitos de terapia intensiva na capital mineira subiu pelo 8º dia seguido. Desde o dia 13 de novembro, a taxa passou de 30,4% para 37%, mas sem sair da “fase verde”. Dos 741 leitos de UTI destinados para covid-19 em BH, 274 estão sendo utilizados por pacientes com o novo coronavírus.

Veja: Alta da covid-19 em BH preocupa, diz membro do comitê da saúde

Por outro lado, os dois outros índices de monitoramento da pandemia na capital tiveram uma leve variação negativa. A taxa de transmissão, ou Rt, passou de 1,10 para 1,09, permanecendo na “fase de alerta”. Já a ocupação dos leitos comuns caiu de 35,6% para 34,2%. BH tem, atualmente, 1.127 quartos de enfermaria livres e aptos a receber pacientes da doença.

Perfil

Das 1.610 vítimas do novo coronavírus em Belo Horizonte, 55% são do sexo masculino. Os idosos são os mais afetados, já que mais de 82% dos óbitos na capital são de pessoas com idade igual ou superior à 60 anos. Além disso, mais de 97% das vítimas possuía alguma comorbidade ou fator de risco, como diabetes, problemas cardíacos ou respiratórios e obesidade.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas