Coronavírus

Minas Gerais BH promete cumprir ano letivo mesmo com adiamento das aulas

BH promete cumprir ano letivo mesmo com adiamento das aulas

Decisão é válida apenas para crianças de 5 a 11 anos e retorno para os adolescentes está mantido a partir de 3 de fevereiro 

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7

Medida também é válida para escolas particulares

Medida também é válida para escolas particulares

Pixabay/Reprodução

A secretária de Educação de Belo Horizonte, Ângela Dalben, afirmou que o adiamento do início das aulas para crianças de 5 a 11 anos não vai prejudicar o ano letivo dos alunos. Em entrevista à Record TV Minas, a chefe da pasta reafirmou que o retorno para as demais faixas etárias está mantido a partir do dia 3 de fevereiro.

“Nós temos que tranquilizar a população e não há a necessidade de polemizar. Nós temos um calendário de 200 dias letivos, que serão cumpridos”, afirma.

Ângela reforçou que as escolas municipais estão preparadas para a volta às aulas e que a determinação do prefeito Alexandre Kalil (PSD) foi considerada para o avanço da vacinação do grupo.

“A rede municipal também está pronta para retornar. O retorno gradual é uma questão de compreensão e colaboração”, diz.

A decisão para a faixa etária de 5 a 11 anos é válida para as redes municipais e particulares. Winder Souza, presidente do Sinep-MG (Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais), defende o retorno para a data que estava prevista. "Nós das escolas particulares estamos prontos para as aulas 100% presenciais. Não precisamos desse tempo", avalia.

Segundo a prefeitura, as universidades públicas e privadas têm permissão para retorno das aulas presenciais e podem seguir o calendário programado. 

Rede estadual

As aulas nas escolas estaduais vão voltar no dia 7 de fevereiro, como já estava previsto. De acordo com o governador Romeu Zema (Novo), o risco das crianças contraírem Covid-19 nas férias é maior.

“As escolas estão preparadas através de protocolos sanitários para esse retorno seguro. A grande maioria desses jovens já está vacinada. É muito mais arriscado eles estarem em clubes ou ruas, do que estarem dentro das escolas. Nós estamos conscientes que estamos fazendo certo”, disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira (27).

Últimas