Minas Gerais BH registra queda nos índices da pandemia pelo 2º dia seguido

BH registra queda nos índices da pandemia pelo 2º dia seguido

Mesmo com redução, ocupação de UTIs ainda preocupa; Serra, Alto Vera Cruz e Lindéia são os bairros com mais mortes pela doença

Ocupação de UTIs caiu, mas continua na fase vermelha

Ocupação de UTIs caiu, mas continua na fase vermelha

Reprodução / PBH

Pelo segundo dia seguido, Belo Horizonte registrou queda dos três principais índices de monitoramento da pandemia de covid-19 na cidade.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (27), a ocupação dos leitos intensivos na capital passou de 80% para 77,4%. Apesar da redução, o nível das UTIs permanece em alerta, na fase vermelha.

Já a ocupação dos quartos simples caiu de 62,5% para 59,8%, mantendo-se na fase de atenção. A taxa de transmissão por infectado (ou Rt) teve leve queda, passando de 0,97 para 0,96. Com o Rt abaixo de 1, a circulação novo coronavírus na cidade é considerada controlada.

Covid-19 em BH

Nas últimas 24 horas, foram mais 12 óbitos e 1.355 testes positivos para a doença. Belo Horizonte contabiliza 2.215 mortes pela covid-19 e 86.469 casos confirmados. No total, 79.068 pessoas se curaram da doença na capital mineira, enquanto 5.186 pacientes continuam em acompanhamento.

Veja: Com recorde de mortes pela covid, MG libera comércio não essencial

Das 2.215 vítimas do novo coronavírus na cidade, 1.220 (55%), são homens. Mais de 83% dos mortos tinham acima de 60 anos, contra apenas 2,2% com idade entre 10 e 39 anos. Pelo menos 97% das vítimas apresentava alguma comorbidade ou fator de risco, como problemas cardíacos, respiratórios, obesidade e diabetes.

Pandemia pelos bairros

O bairro com o maior número de casos confirmados da covid-19 é o Alto Vera Cruz, na região Leste da capital, que registra 142 testes positivos. Na sequência aparecem Sagrada Família (região Leste) e Serra (região Centro-Sul) com 113 e 110 casos confirmados, respectivamente.

Em relação aos óbitos, o bairro Serra lidera o ranking com 37 vítimas. Logo depois aparece o Alto Vera Cruz, com 36 mortes, e o Lindéia, na região do Barreiro, com 33 óbitos confirmados.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas