Minas Gerais BH: Trabalhadores da saúde de 42 a 39 anos não têm data para 2ª dose

BH: Trabalhadores da saúde de 42 a 39 anos não têm data para 2ª dose

Grupo deveria começar a receber o reforço com a CoronaVac neste sábado (22); prefeitura aguarda conclusão de faixa anterior

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

BH precisa de 6.000 doses para o grupo

BH precisa de 6.000 doses para o grupo

Sedat Suna/EFE/EPA - 29.04.2021

A Prefeitura de Belo Horizonte informou à reportagem, neste sábado (22), que ainda não tem data prevista para iniciar a aplicação da segunda dose contra a covid-19 dos trabalhadores da saúde com idades entre 42 e 39 anos.

O grupo deveria começar a receber o reforço da CoronaVac hoje, mas a Secretaria Municipal de Saúde afirma que precisa concluir a faixa anterior para avaliar se haverá medicamento suficiente.

"Após concluir a imunização dos idosos de 64 anos e trabalhadores de 49 a 43 anos, será avaliado o estoque e, sendo suficiente, será realizada a aplicação da segunda dose para este público", destacou a prefeitura sobre as 6.000 doses necessários para atender estas pessoas.

A situação é provacada devido à falta de repasses de lotes da CoronaVac, em função de atraso na produção causado por falta do insumo chinês usado na fabricação da vacina no Instituto Butantan, em São Paulo.

No início deste mês, o problema atrasou a segunda dose de idosos de 67 a 64 anos em Belo Horizonte. A situação começou a ser resolvida quase 10 dias depois. Apesar da aplicação fora do prazo recomendado pelo fabricante, a prefeitura afirma que a eficácia da imunização não é afetada.

Veja quem se vacina em BH nos próximos dias:

• Segunda-feira (24): Pessoas com comorbidades de 54 a 49 anos;

• Terça-feira (25): Pessoas com comorbidades de 48 a 40 anos;

• Quarta-feira (26): Pessoas com comorbidades de 39 a 18 anos.

Últimas