Minas Gerais BH vacina, hoje, idosos com 64 anos após polêmica sobre falta de doses

BH vacina, hoje, idosos com 64 anos após polêmica sobre falta de doses

Prefeitura chegou a anunciar que não ampliaria vacinação contra a covid-19 porque estoque havia se esgotado 

Prefeitura chegou a informar que não havia novas doses para ampliar público-alvo

Prefeitura chegou a informar que não havia novas doses para ampliar público-alvo

Divulgação / Governo de Minas

Idosos que têm 64 anos ou que completam a idade até o dia 30 de abril serão vacinados a partir desta sexta-feira (9) em Belo Horizonte. Os imunizantes estão disponíveis nos postos de saúde da capital mineira, em pontos de vacinação extras e nos locais adaptados para vacinação por meio de drive-thru. Confira os endereços dos locais neste link

Os postos ficam abertos entre 7h30 e 16h30 e, no caso dos drive-thrus, entre 8h e 16h30. 

Para receber a dose da vacina contra a covid-19, o idoso precisa comprovar a idade por meio de um documento de identidade e deve portar o CPF e comprovante de residência. Todos devem estar de máscara e respeitar o distanciamento nas unidades. O ideal é que o idoso leve, no máximo, um acompanhante para evitar aglomerações.

O anúncio de ampliação do público-alvo para a campanha de vacinação contra a covid-19 foi anunciado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta quinta-feira (8), horas depois que a própria pasta anunciou que não iria convocar novos grupos para a vacinação devido à falta de doses. 

De acordo com a prefeitura, no entanto, seria possível garantir a imunização de idosos com 64 anos de idade nesta quarta-feira. Também está garantida a segunda dose para os idosos de 75 e 76 anos, que foram vacinados no mês passado. A dose de reforço será aplicada neste sábado (10) para essa faixa etária. 

"Considerando níveis de desistência e doses remanescentes de públicos anteriormente vacinados, a Prefeitura de Belo Horizonte realizou um esforço excepcional junto a todos os postos de vacinação e conseguirá ampliar a imunização para idosos de 64 anos, completos até 30 de abril", explicou a Secretaria Municipal de Saúde.

Paralisação

A Prefeitura de Belo Horizonte depende da distribuição de novas doses por parte do Ministério da Saúde para garantir a segunda dose para os idosos com idade entre 64 e 74 anos. Isso porque, de acordo com a pasta, ela seguiu a orientação do Ministério da Saúde de utilizar toda a reserva de vacinas para ampliar o público-alvo, sem fazer a reserva de metade das doses para a segunda aplicação.

No caso das vacinas da Coronavac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan, o tempo recomendado para a aplicação da segunda dose é entre duas e quatro semanas após a primeira. 

Novas doses

Minas Gerais recebeu nesta quinta-feira (8) mais 478 mil doses de vacinas que devem ser distribuídas a partir de hoje às prefeituras de todo o Estado.

Últimas