Novo Coronavírus

Minas Gerais BH vacina hoje professores, detentos e moradores de rua

BH vacina hoje professores, detentos e moradores de rua

Atendimento para trabalhadores da educação será para quem atua em creches e pré-escolas e tenham idades entre 59 a 41 anos

Veja os locais e horários de atendimento

Veja os locais e horários de atendimento

Kai Pfaffenbach/Arquivo/Reuters - 22.04.20

Belo Horizonte inicia, nesta quarta-feira (26), uma nova etapa na campanha de vacinação contra a covid-19.

Agora, passam a ser atendidos os trabalhadores da educação, moradores de rua e detentos.

Para os professores e funcionários escolares há divisão por faixa etária. Por enquanto, só vão ser atendidos aqueles que trabalham com alunos com idades entre 0 a 5 anos.

Veja o calendário de vacinação para hoje e amanhã:

- Quarta-feira (26): trabalhadores da Educação Infantil (creche e pré-escola) de 59 a 41 anos; pessoas em situação de rua acima de 18 anos e pessoas privadas de liberdade acima de 18 anos;

- Quinta-feira (27): trabalhadores da Educação Infantil de (creche e pré-escola) 40 a 18 anos; pessoas em situação de rua acima de 18 anos e pessoas privadas de liberdade acima de 18 anos.

Como se vacinar

Tanto funcionários da rede pública quanto da rede privada poderão receber as doses. Para ser imunizado, o trabalhador precisa apresentar documento de idade com foto e um documento que comprove o trabalho na educação infantil, como contracheque, contrato de trabalho ou carteira de trabalho.

A vacinação será realizada em mais de 150 postos fixos e extras espalhados por todas as regiões da capital mineira, das 7h30 às 16h, e nos pontos de drive-thru, das 8h às 16h. A lista com todos os endereços de vacinação pode ser consultada neste link.

A imunização dos moradores de rua será realizada por equipes em unidades de atendimento e acolhimento, também conhecidas como abrigos, das 8h às 16h. A prefeitura estima que, segundo o CadÚnico (Cadastro Único), a cidade tenha 8.500 moradores com idade a partir de 18 anos nesta situação. Já os presidiários serão inoculados nas unidades onde estão detidos.

Veja como anda a vacinação pelo Brasil:

Últimas