Minas Gerais BH volta a ter os 3 indicadores da covid-19 em alerta após 4 meses

BH volta a ter os 3 indicadores da covid-19 em alerta após 4 meses

Após a taxa de transmissão por infectado e a ocupação de leitos de UTI, a ocupação nas enfermarias passou dos 50% e também entrou na fase amarela

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli e Célio RIbeiro*, do R7

Reprodução / PBH

Belo Horizonte voltou a ter os três principais indicadores da pandemia de covid-19 no nível de alerta. A última vez em que tanto a taxa de transmissão da doença como a ocupação de UTIs e enfermarias estiveram juntos na “fase amarela” foi no dia 21 de agosto, quase quatro meses atrás.

O boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (11), traz a taxa de ocupação de leitos de enfermaria com 52,4%. Ontem, esse indicador estava em 49,6%, ainda na fase verde.

A taxa de transmissão por infectado (Rt) está em 1,02, mais próximo da fase verde, mas ainda indica que a doença está em expansão na capital mineira. De acordo com os infectologistas, o indicador sugere que cada grupo com 100 pessoas infectadas transmitam o coronavírus para outras 102 pessoas, e assim sucessivamente. 

Já a ocupação dos leitos de UTI fechou a semana em 56,7%, praticamente estável em relação a essa quinta-feira, quando o boletim epidemiológico indicava ocupação de 56,9%.

Números

A Prefeitura de Belo Horizonte registrou mais 13 mortes nas últimas 24 horas, em decorrência da covid-19. Com isso, o total de óbitos na capital mineira passou para 1.736. A capital mineira já contabiliza mais de 57 mil casos da doença.

Últimas