Coronavírus

Minas Gerais BH volta a ter shows, cinemas, teatros e feiras depois de 7 meses

BH volta a ter shows, cinemas, teatros e feiras depois de 7 meses

Apresentações poderão acontecer apenas com o público sentado, a partir deste sábado (31); veja as regras para o retorno das atividades

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Pública deverá ficar sentado nas apresentações

Pública deverá ficar sentado nas apresentações

Reuters/Evgenia Novozhenina/File Photo - 27.03.2020

Após sete meses de fechamento devido à pandemia de covid-19, Belo Horizonte volta a ter shows, cinemas, teatros, exposições e eventos gastronômicos de portas abertas, a partir deste sábado (31).

Segundo decreto publicado pela prefeitura, nesta quinta-feira (29), os teatros e casas de show poderão funcionar para apresentações com “público exclusivamente sentado”.

Por enquanto, as feiras, exposições, congressos e seminários estarão limitados a um público de 600 pessoas, sendo uma a cada 7 metros quadrados. Estes eventos só poderão receber mais participantes a partir do dia 30 de novembro, desde que os produtores façam licenciamento específico junto à prefeitura. Já os cinemas deverão limitar a capacidade do público em 50%.

Os organizadores da Feira de Artesanato do Mineirinho, na região da Pampulha, já confirmaram a reabertura neste domingo (1º), com apresentações de João Marcos e Maurinho e do grupo "Diga Lá!".

Todas as atividades deverão seguir as regras sanitárias de proteção. Além disto, cada setor deverá adotar medidas próprias, de acordo com o evento. No site da Prefeitura de BH é possível conferir as normas para cinemas e shows e para as feiras e congressos.

De acordo com último boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado na terça-feira (27), Belo Horizonte, a capital mineira teve até o momento 47.755 infectados pelo novo coronavírus, sendo 1.465 pessoas morreram.

Flexibilização

A Prefeitura de BH vem realizado a flexibilização do isolamento social de forma gradativa. Bares, restaurantes, comércios e shoppings já tiveram a reabertura liberada, desde que respeitados horários específicos. Os clubes de lazer também foram liberados.

As aulas dentro das escolas na cidade seguem suspensas. Apenas os cursos de graduação na área de saúde e os profissionalizantes estão autorizados a funcionar presencialmente.

Últimas