Novo Coronavírus

Minas Gerais Brumadinho (MG) distribui cestas básicas com feijão vencido

Brumadinho (MG) distribui cestas básicas com feijão vencido

Prefeitura diz que não sabia da situação, uma vez que os kits foram montados por uma empresa; alunos de escolas públicas receberam os alimentos

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da RecordTV Minas e Luíza Lanza*, do R7

Famílias notaram data de vencimento adulterada

Famílias notaram data de vencimento adulterada

Reprodução/RecordTV Minas

Moradores de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, denunciaram que as cestas básicas distribuídas pela prefeitura aos alunos da rede municipal chegaram com pacotes de feijão fora da validade. 

De acordo com a auxiliar de veterinária, Adriana Gomes, mãe de uma estudante contemplada pela cesta, alguns pacotes do alimento estavam com a data de vencimento adulterada.

— Eu vi uma postagem em um grupo, mostrando que o feijão estava com a data vencida. Quando eu verifiquei, realmente tinham dois pacotes com a data adulterada e apagada. A gente precisa da cesta, se não, não estaríamos lá enfrentando fila e aglomeração para recebê-las. Se a gente der esse alimento para nossos filhos, não vão passar mal?

A secretária municipal de Educação de Brumadinho, Sônia Barcelos Maciel, responsável pela distribuição, justificou que o Executivo Municipal não sabia do problema, já que os 11.400 kits foram adquiridos por meio de licitação.

— A responsabilidade é toda da empresa. Nós compramos as cestas fechadas.

Ainda segundo a secretária, a empresa comercial Resende Fonseca foi notificada e se responsabilizou por trocar todos os pacotes de feijão das cestas que já foram distribuídas. Por meio de nota, a companhia alegou que não agiu de má-fé e que já entrou em contato com os fornecedores do alimento.

Leia mais: Famílias carentes denunciam falta de cesta básica em Vespasiano (MG)

Depois que as famílias denunciaram a situação, o Conselho de Alimentação Escolar foi ao local para vistoriar os alimentos.

A Prefeitura de Brumadinho está distribuindo as cestas para substituir a merenda escolar, já que as aulas estão paralisadas devido à pandemia do novo coronavírus.

De acordo a Secretaria de Educação da cidade, ainda faltam 5.700 kits para serem entregues aos alunos e os próximos pacotes serão enviados com feijões de outra marca.

Veja mais: 

*Estagiária do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas