Buscas por 11 vítimas da barragem de Brumadinho vão ser retomadas

Trabalho do Corpo de Bombeiros, que será reiniciado nesta quinta-feira (27), ficou suspenso por 158 dias devido à pandemia de covid-19

Barragem se rompeu no dia 25 de janeiro

Barragem se rompeu no dia 25 de janeiro

Divulgação / REUTERS / Washington Alves

O Corpos de Bombeiros vai retomar, nesta quinta-feira (26), as buscas pelos últimos 11 desaparecidos no rompimento da barragem de Brumadinho, na Grande BH. Foram 158 dias de suspensão dos trabalhos devido à pandemia de covid-19.

Para retornar com as atividades, os militares terão que seguir uma série de medidas de proteção, aprovadas pela Secretaria de Saúde. Além dos cuidados com a higienização e aferição de temperatura, os agentes deverão evitar aglomerações.

Assim, os bombeiros terão que manter distância de 2,5 metros uns dos outros nos refeitórios e ao usar carros de cinco lugares só poderão transportar três ocupantes.

Agentes com 60 anos ou pais e diagnosticados com doenças como cardiopatias e problemas crônicos não deverão ser escalados. A qualquer sintoma gripal, o agente deverá procurar o serviço de saúde.

Após a conclusão da missão, os agentes deverão passar por um isolamento de quatro dias antes de terem contato com a família.

Operação

A expectativa é que 60 militares façam parte da operação. A partir de agora eles vão contar com aproximadamente 50 máquinas pesadas para ajudar nas buscas, entre retroescavadeiras e tratores. Helicópteros e drones também estão previstos. Por enquanto, os cães farejadores não serão utilizados.

A tragédia completou 1 ano e 7 meses nesta semana. Até o momento, 259 vítimas foram localizadas e identificadas.