Minas Gerais Cantora Lívvia Bicalho foi morta pelo ex-namorado, conclui polícia

Cantora Lívvia Bicalho foi morta pelo ex-namorado, conclui polícia

Investigação confirmou que Rafael Ribeiro cometeu feminicídio contra a influenciadora digital de MG e se matou em seguida

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, Do R7

Lívvia e o ex foram achados em apartamento

Lívvia e o ex foram achados em apartamento

Reprodução / Instagram

A Polícia Civil de Minas Gerais concluiu que a cantora e influenciadora digital Lívvia Bicalho, encontrada morta em um apartamento em abril deste ano, em João Monlevade, a 110 km de Belo Horizonte, foi assassinada pelo ex-namorado.

A investigação também confirmou que Rafael Ribeiro Pinto, de 39 anos, se matou após tirar a vida da ex-companheira a tiros no apartamento dele. A Polícia Civil informou que o inquérito foi concluído e enviado à Justiça.

Lívvia, de 37 anos, e Pinto foram encontrados sem vida no apartamento no feriado de Tiradentes, no último dia 21 de abril. Testemunhas acionaram a polícia após ouvirem disparos vindos do local. O ex-namorado da cantora estava com um revólver calibre 38 em uma das mãos.

Conforme registros da época, Lívvia procurou a polícia horas antes do crime para denunciar agressões do ex, mas desistiu de oficializar o boletim de ocorrência para evitar exposição. Na data, relatou aos militares que foi até o apartamento de Pinto para pegar alguns pertences. A filha da cantora, uma jovem de 19 anos, relatou que a mãe era perseguida pelo ex-namorado.

Lívvia Bicalho tinha quase 100 mil seguidores em uma rede social. Ela se preparava para deixar a cidade de João Monlevade para viver em Ipatinga ou em São Paulo. A cantora foi enterrada em no Cemitério Municipal de Nova Era, a 140 km de Belo Horizonte, cidade onde vive sua família.

Relembre os detalhes do caso:

Últimas