Cão vira-lata salva idoso de ser eletrocutado no sul de Minas

Pingo também levou choque, mas conseguiu tirar fio elétrico de perto do dono

Pingo sempre ficava preso mas neste dia estava solto

Pingo sempre ficava preso mas neste dia estava solto

Record Minas
"Se não fosse ele, eu já estava morto", diz idoso

"Se não fosse ele, eu já estava morto", diz idoso

Record Minas

Um cachorro salvou um idoso de 80 anos da morte em Elói Mendes, no sul de Minas Gerais. O vira-lata, que sempre ficava preso, neste dia, tinha sido solto.  

O aposentado Luiz Gabriel estava limpando a piscina de casa com uma bomba de filtrar água, quando a mangueira se soltou. O equipamento estava ligado na tomada por uma extensão. No momento que o idoso foi colocar a mangueira no lugar, acabou encostando a mão em um fio elétrico.

— Caí de bruços. Eu tentava levantar e vibrava. Gritei socorro mas não tinha ninguém por perto. Então chamei o Pingo.

Leia mais notícias no R7 MG

Pingo acabou arrastando os fios e salvou o dono. Porém, mesmo assim, o aposentado não conseguia levantar.  

— Ele chorava em volta de mim. Enquanto eu não sentei ele não sossegou.  

Depois do susto, Gabriel ainda precisou caminhar cerca de 1 km para chegar até uma rodovia, pegar um ônibus e contar à familia sobre o acidente. Ele precisou ficar 26 dias internado para tratar das queimaduras de terceiro grau que sofreu na mão.  

A família ia doar o vira-lata, porém, depois do gesto, continuará cuidando do pequeno herói.

— Se não fosse ele, eu já estava morto.