Minas Gerais Casal é investigado por suspeita de estelionato na Grande BH

Casal é investigado por suspeita de estelionato na Grande BH

Mais de mil pessoas, inclusive de outros estados, teriam sido lesadas; algumas vítimas dizem ter perdido mais de R$ 150 mil

  • Minas Gerais | Helen Oliveira, da RecordTV Minas

Casal ostenta vida de luxo nas redes sociais

Casal ostenta vida de luxo nas redes sociais

Reprodução / Redes Sociais

Um casal é investigado por suspeita de estelionato na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Civil, Isabela Cristi Gomes e o marido, David Robson de Barros, se apresentam como donos de uma plataforma de investimentos. Mesmo depois da abertura de um inquérito, eles ainda estariam aplicando golpes em esquema de pirâmide.

O casal ostenta uma vida de luxo nas redes sociais e dizia às vítimas que morava em Dubai. Por acreditarem na promessa de lucro de 100% em 40 dias, mais de mil pessoas na Grande BH e até em outros estados, como Amapá, Rio de Janeiro e São Paulo, afirmam ter sido lesadas. Algumas vítimas dizem ter perdido mais de R$ 150 mil. 

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que abriu inquérito contra Isabela e o companheiro e que algumas das vítimas já foram ouvidas. Ainda assim, nos últimos três meses, novas pessoas alegam ter caído nos golpes aplicados pelo casal.

"O casal já foi intimado, mas não compareceu para prestar depoimento. Vale ressaltar que o crime de estelionato é de ação penal pública condicionada à representação, ou seja, não basta a vítima apenas realizar o boletim de ocorrência, ela deve comparecer à unidade policial e representar esse valor dos investigados", explica o delegado Flávio Rabello Teymeny, titular da delegacia de Lagoa Santa.

Últimas