“Chuva de aranhas” surpreende moradores do sul de MG

Fenômeno foi flagrado por adolescente em um sítio na zona rural de Espírito Santo do Dourado e viralizou na internet

"Chuva de aranhas" surpreendeu adolescente

"Chuva de aranhas" surpreendeu adolescente

Arquivo Pessoal / João Pedro

Uma infinidade de pequenas aranhas que pareciam cair do céu. Foi este o cenário encontrado por um adolescente de 13 anos no sítio dos avós na zona rural de Espírito Santo do Dourado, na região sul de Minas Gerais. O fenômeno conhecido como “chuva de aranhas” surpreendeu não só a família do jovem, mas também moradores da cidade e diversos internautas que compartilharam o flagra.

As imagens feitas por João Pedro Martinelle mostram dezenas dos pequenos aracnídeos no ar. Alguns deles desciam lentamente. Em alguns trechos do vídeo, porém, é imperceptível a grande barreira de teia na qual estão as aranhas.

Leia também: Zema quer privatizar Cemig, cortar até o limite e diminuir impostos

O jovem que ainda não teve aulas de biologia na escola contou ao R7 nesta quarta-feira (9) que ficou impressionado com o fenômeno. O flagra foi feito no final da tarde da última sexta-feira (4) na fazenda onde o garoto de Pouso Alegre passava férias.

— Ficou todo mundo assustado. Eu nunca tinha vista isto na minha vida.

O aracnólogo Danilo Guarda explica que o fenômeno registrado por João Pedro é comum de ocorrer nas épocas de chuva e calor, quando as aranhas estão se preparando para reproduzir. Os animais que protagonizam o vídeo são da espécie Parawixia bistriata. Eles são conhecidos por viver em grandes grupos e por isso, acabam formando a “nuvem de aranhas”.

Contudo, o especialista ressalta que é raro presenciar a imagem durante o dia. Segundo ele, as teias são produzidas, na maioria das vezes, durante a noite para capturar alimento e são desfeitas ao amanhecer.

— Essas teias, geralmente, são muito finas. Por isso, ficam imperceptíveis e dão a sensação de que as aranhas estão voando ou caindo do céu.