Novo Coronavírus

Minas Gerais Cidades da Grande BH suspendem vacinação de grávidas após alerta

Cidades da Grande BH suspendem vacinação de grávidas após alerta

Anvisa recomendou suspender uso da AstraZeneca em gestantes; BH segue vacinando o grupo, já que usa imunizantes da Pfizer

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Prefeituras aguardam novas orientações

Prefeituras aguardam novas orientações

Reprodução / Freepik

Ao menos três cidades da região metropolitana de Belo Horizonte suspenderam, nesta terça-feira (11), a vacinação de grávidas contra a covid-19 em função da recomendação dada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) na noite desta segunda-feira (10).

Em nota técnica, o órgão orientou que o imunizante AstraZeneca não deve ser aplicado em gestantes, conforme orienta a bula do medicamento. Como estas cidades usavam no grupo o imunizante, que é produzido pela FioCruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro, a aplicação foi suspensa.

Até a tarde desta terça-feira, a suspensão já havia ocorrido em Betim, Nova Lima e Santa Luzia. Contagem, Lagoa Santa e Ribeirão das Neves informaram que também vão seguir as recomendações, mas ainda não havia iniciado a vacinação de gestantes.

Já em Belo Horizonte não haverá interrupção, já que, segundo a prefeitura, o município está aplicando nas gestantes as vacinas fabricadas pela empresa americana Pfizer.

No entanto, conforme apurado pela reportagem, a capital mineira recebeu na semana passada 2.065 doses da AstraZeneca que deveriam ser aplicadas nas grávidas. A prefeitura ainda não esclareceu o que foi feito com o lote.

As prefeituras que já responderam a reportagem informaram que vão aguardar novas orientações dos órgãos de saúde, bem como envio de doses de outras fabricantes, para retormar a vacinação das gestantes.

A recomendação da Anvisa boa parte dos gestores municipais de surpresa. O imunizante da Astrazeneca estava ajudando a suprir a falta da CoronaVac que tem registrado atrasod nas entregas.

Segundo a Agência Sanitária, a decisão foi feita com base no "monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra o novo coronavírus no país".

Procurado, o Governo de Minas informou que está reforçando a orientação emitida pela Anvisa. "Os 853 municípios estão sendo oficialmente comunicados na tarde desta terça-feira (11/5)", explicou em nota.

Últimas