tragédia brumadinho
Minas Gerais Com 1800 bombeiros, Brumadinho tem a maior operação do Brasil

Com 1800 bombeiros, Brumadinho tem a maior operação do Brasil

Operação de resgate contou com apoio de militares de 12 Estados e de Israel; cidade teve a maior movimentação aérea de Minas Gerais

Operação conta com máquinas pesadas, aeronaves e cães farejadores

Operação conta com máquinas pesadas, aeronaves e cães farejadores

Divulgação / Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais divulgou, nesta sexta-feira (1°), um balanço que aponta a operação de buscas pelas vítimas da barragem da Vale, em Brumadinho, como a maior ação de salvamento do país.

Até o momento, o resgate já contou com a atuação de 1.800 bombeiros militares, sem falar no apoio de outras forças de segurança e da tropa israelense que ficou no Brasil durante uma semana.

As 530 horas de busca e salvamento já resultou na recuperação e identificação de 186 vítimas da tragédia. Outras 122 pessoas continuam desaparecidas. Ao todo, mais de 55 órgãos contribuíram com os trabalhos.

A ajuda foi enviada de diversas partes do Brasil. Doze Estados enviaram militares para cooperar com o resgate. São eles:

    • Alagoas
    • Bahia
    • Distrito Federal
    • Santo
    • Goiás
    • Maranhão
    • Paraná
    • Rio de Janeiro
    • São Paulo
    • Santa Catarina
    • Sergipe
    • Rio Grande do Sul

Voos

A megaoperação montada desde o dia 25 de janeiro, quando a barragem se rompeu, conta com 62 máquinas pesadas, 31 aeronaves e 22 equipes de farejadores. Segundo o Corpo de Bombeiros, nos 30 primeiros dias de buscas, Brumadinho teve a maior movimentação aérea do Estado.

A média de pousos e decolagens por dia foi de 299, com 1.516 horas de voo. O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, por exemplo, faz 260 diariamente.

Fim

Segundo o tenente Pedro Aihara, porta-voz dos bombeiros, não há previsão para o fim das buscas. Segundo ele, só existem duas hipóteses de encerramento: a localização de todos os corpos desaparecidos ou a impossibilidade de recuperação dos corpos devido à deterioração.