Novo Coronavírus

Minas Gerais Com avanço da covid, Assembleia de MG limita trabalho presencial

Com avanço da covid, Assembleia de MG limita trabalho presencial

Legislativo mineiro voltou a restringir circulação no prédio a deputados e servidores e em apenas três dias na semana

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Circulação na Assembleia de Minas será restrita às terças, quartas e quintas

Circulação na Assembleia de Minas será restrita às terças, quartas e quintas

Divulgação

A Assembleia de Minas Gerais vai voltar a restringir a circulação nas dependências da sede do Legislativo mineiro. A partir da próxima semana, os trabalhos presenciais serão concentrados às terças, quartas e quintas-feiras. Apenas os deputados e servidores poderão acessar o prédio. 

Outra mudança é que as atividades nas comissões estarão suspensas. Somente o Plenário funcionará e de maneira semipresencial. As regras foram publicadas nesta quinta-feira (4) por meio de uma Deliberação da Mesa Diretora, um dia depois de o Governo de Minas decretar medidas restritivas mais severas para municípios das regiões Triângulo do Norte e Noroeste, devido à explosão de casos de covid-19 nesses locais. 

Sobre o expediente de trabalho, os setores administrativos e os gabinetes dos deputados poderão funcionar, apenas de terça a quinta-feira e por meio de escalas, que serão definidas por cada órgão. Nas demais situações, o trabalho acontecerá de forma remota.

Continuam proibidas visitas e eventos institucionais, com presença de público externo na Assembleia, incluindo visitas a gabinetes, atendimento no CAC (Centro de Atendimento ao Cidadão), à Biblioteca e ao Espaço Cidadania.

Segunda vez

Essa é a segunda vez que o Legislativo mineiro adota medidas de restrição por causa da covid-19. Em junho do ano passado, um surto de casos entre servidores e deputados estaduais forçou a Assembleia a adotar o teletrabalho. Até mesmo as votações de projetos eram feitas por meio de sessões remotas. 

Últimas