Novo Coronavírus

Minas Gerais Com dados atrasados, Minas tem recorde de casos e mortes por covid

Com dados atrasados, Minas tem recorde de casos e mortes por covid

Boletim da secretaria de saúde aponta para 374 vítimas e mais de 13 mil casos de covid registrados nas últimas 24 horas

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Número de óbitos diários bateu recorde em Belo Horizonte: 374 vítimas

Número de óbitos diários bateu recorde em Belo Horizonte: 374 vítimas

Reprodução / Record TV Minas

A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) registrou, nesta quarta-feira (24), mais 374 óbitos ocorridos em decorrência da covid-19. O boletim epidemiológico publicado pela pasta também traz a confirmação de mais 13.796 casos da doença. Os dois número são os maiores registrados pelo Governo de Minas em apenas um dia, desde o início da pandemia. 

Com isso, o total de mortes causadas pela covid-19 subiu para 22.497 e o total de casos é de 1.053.994. 

Embora os registros tenham entrado no sistema do Governo do Estado nas últimas 24 horas, isso não significa que as mortes e os novos casos foram identificados neste período. Conforme o boletim, embora boa parte dos óbitos tenha sido registrada nos últimos dias, há mortes que ocorreram em dezembro, mas só foram contabilizados agora. 

Nas últimas semanas, os dados relativos à pandemia em Minas Gerais tem sido represados entre segunda e terça-feira e, às quartas-feiras, o Estado tem registrado recordes sucessivos de notificações e óbitos. 

Atraso

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informou que os dados de óbitos são provenientes dos SIVEP-GRIPE, plataforma de dados do Governo Federal que é alimentado pelos próprios municípios.

"Nos finais de semana, principalmente domingo, observa-se uma diminuição nos registros, provavelmente por falta de equipe nos municípios para alimentar os sistemas oficiais. Os dados represados são informados no decorrer da semana", diz a nota.

Últimas