Com ocupação abaixo dos 50%, BH vai remanejar leitos de covid-19

Enfermaria e UTI tem com ocupação abaixo de 50% mas, segundo secretário, há sobrecarga para pacientes que precisem de internação por outros motivos

santa casa bh cancela cirurgias

santa casa bh cancela cirurgias

Santa Casa / Divulgação

A Prefeitura de Belo Horizonte vai remanejar os leitos específicos de covid-19 para que pacientes com outras doenças possam ser atendidos na rede pública.

Segundo dados divulgados pelo secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, tanto a taxa de ocupação de enfermaria como de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), estão abaixo dos 50%, nesta sexta-feira (11).

— Com a flexibilização, o número de pessoas circulando aumentou e estão acontecendo, por exemplo, mais acidentes, quedas. Isso sem contar os casos de doenças cardiovasculares, problemas neurológicos. Não faz sentido pessoas com infarto, AVC, trauma sofrerem sem leitos sendo que temos leitos de covid que poderiam estar sendo usados para essas pessoas.

Segundo o secretário, a desmobilização de leitos exclusivos de covid-19 é reversível e pode ser feito a qualquer momento.  Ainda de acordo com Machado, por causa dessa medida, é possível que, a partir da próxima semana, os indicadores de taxa de ocupação de UTI e enfermaria aumentem.  

— Vamos desmobilizar os leitos de covid e passar para a retarguarda. Isso é reversivel a qualquer momento e eles podem voltar a ser de covid.

Conforme dados da prefeitura, hoje, são 1.713 leitos de enfermaria - dos quais 42% estão ocupados - e 741 de UTI, com ocupação de 43%.