tragédia brumadinho

Minas Gerais Conselho da Vale decide suspender pagamento de lucros aos acionistas

Conselho da Vale decide suspender pagamento de lucros aos acionistas

Executivos da mineradora se reuniram no último domingo (27) e resolveram congelar a remuneração variável ao corpo diretivo bem como os dividendos

Corpo diretivo da Vale cancelou o pagamento dos lucros para acionistas

Corpo diretivo da Vale cancelou o pagamento dos lucros para acionistas

Adriano Machado/Reuters - 28.01.2019

Em reunião extraordinária realizada neste domingo (27), o Conselho de Administração da Vale decidiu mudar o sistema de remuneração e incentivos devido ao rompimento da barragem de rejeitos da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

Em fato relevante, a mineradora informa que o Conselho decidiu suspender o pagamento de remuneração variável aos executivos e também a Política de Remuneração aos Acionistas "e, consequentemente, o não pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP), bem como qualquer outra deliberação sobre recompra de ações de sua própria emissão".

No documento, a empresa diz ainda ter constituído dois Comitês Independentes de Assessoramento Extraordinário (Ciaes) ao Conselho de Administração, "coordenados e compostos por maioria de membros externos, independentes, de reputação ilibada e com experiência nos temas de que se ocuparão, a serem indicadas pelo Conselho".

O primeiro comitê, denominado Ciae de Apoio e Reparação, acompanhará as providências destinadas à assistência às vítimas e à recuperação da área atingida pelo rompimento da barragem. O segundo colegiado, chamado Ciae de Apuração, investigará as causas e responsabilidades pelo rompimento da barragem.

"O Conselho de Administração permanece em prontidão e acompanhando a evolução dos eventos relativos ao rompimento da barragem e tomará as medidas adicionais necessárias", diz o fato relevante.

Últimas