Minas Gerais Conselho de Ética investiga denúncias contra secretário de Kalil

Conselho de Ética investiga denúncias contra secretário de Kalil

Grupo ligado à prefeitura vai analisar as acusações feitas pelo ex-chefe de gabinete contra Adalclever Lopes

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Nova reunião acontece ainda nesta semana

Nova reunião acontece ainda nesta semana

Divulgação / PBH / Rodrigo Clemente

O Conselho de Ética da Prefeitura de Belo Horizonte abriu um procedimento para investigar as denúncias feitas pelo ex-chefe de gabinete, Alberto Lage, contra o secretário de Governo, Adalclever Lopes.

A decisão foi tomada durante reunião do grupo, nesta terça-feira (5). Este foi o primeiro encontro do conselho após Lage indicar, na última semana, que Lopes teria pressionado uma agência fornecedora da prefeitura a realizar uma pesquisa de âmbito estadual sem cobrar. Ex-membro da gestão do prefeito Alexandre Kalil (PSD) também sugeriu que o secretário estaria usando de eventual campanha do prefeito ao Governo de Minas para arrecadar fundos para a possível campanha de Lopes à Assembleia Legislativa.

De acordo com a prefeitura, o Consselho de Ética terá uma nova reunião para discutir o assunto nesta sexta-feira (8). O grupo é presidido pelo advogado Rodolfo Gropen. Também fazem parte do conselho a advogada tributarista e professora da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais Misabel Derzi e os advogados Marcelo Leonardo e Rômulo Ferraz.

Nega crimes

Em entrevista à Record TV Minas, Adalclever Lopes negou as irregularidades. O secretário avaliou que Lage teria o acusado por estar ressentido com o prefeito Kalil.

O chefe do Executivo afirmou que desconhece as denúncias e disse que a história será apurada pelos órgãos competentes.

Na Câmara Municipal, o vereador Gabriel Azevedo, presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da BHTrans, disse que vai convocar Lopes para participar de uma acareação frente a frente com Lage.

Últimas