Contagem (MG) tem 68% dos leitos de tratamento intensivo ocupados

Médico e presidente da comissão de saúde da Câmara alerta para necessidade do isolamento contra covid para não sobrecarregar sistema

 Prefeitura pretende dobrar capacidade de atendimento

Prefeitura pretende dobrar capacidade de atendimento

Divulgação / Prefeitura de Contagem

Com 59 pessoas infectadas e três mortes provocadas pelo coronavírus, Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, tem 68% dos leitos de UTI (unidade de tratamento intensivo) ocupados por pacientes com covid-19 e outras doenças.

Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde monitora o percentual para orientar as ações de combate ao novo vírus, devido ao risco de sobrecarga no sistema público.

Segundo a Prefeitura de Contagem, a rede da cidade conta com 44 leitos de terapia intensiva. Do total, 18 foram dedicados a pacientes com suspeita ou diagnóstico de coronavírus.

Veja mais: Novo pico da covid em MG deve demandar 1.500 leitos

O percentual está entre a média estadual (64%) e a de Belo Horizonte (75%). No entanto, o médico e vereador Wellington Moreira Lamy (Republicanos), presidente da comissão externa de saúde da Câmara, defende que o número é um sinal de alerta.

Lamy, que foi diretor da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) JK, pondera que o município precisa ampliar a rede para garantir tranquilidade à população da cidade que é uma das principais da Grande BH, devido ao grande fluxo de pessoas que passam por lá.

Vereador alerta para risco de reabertura da cidade

Vereador alerta para risco de reabertura da cidade

Divulgação / Câmara de Contagem / Samuel Tomaz

O médico ainda destaca que a capacidade de atendimento e o comportamento da proliferação do coronavírus vão ser observados pela comissão de covid da Câmara na hora de discutir como deve acontecer a flexibilização do isolamento da cidade.

— Na realidade, quanto mais leitos de retarguarda a gente tiver, mais protegida fica a população. Para começar a liberar o comércio, ainda tem que aumentar um pouco o número.

A Prefeitura de Contagem pretende dobrar os leitos de UTIs da cidade nas próximas semanas para se prevenir de um possível aumento de busca por atendimentos durante a pandemia.

A estrutura vai ser montada no antigo Hospital Santa Helena, fechado em abril passado devido dificuldades financeiras.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ainda não há previsão de quando o espaço será aberto à população, já que os leitos disponíveis são "suficientes para atender a atual demanda".

Minas Gerais tem, até o momento, 2.605 contaminações e 97 mortes provocadas pelo novo coronavírus. Um estudo da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), no entanto, mostra que esse número pode ser até sete vezes maior.