Novo Coronavírus

Minas Gerais Coronavírus: UFMG participa de estudo da OMS para testar remédios

Coronavírus: UFMG participa de estudo da OMS para testar remédios

Pacientes de Covid-19 internados no Hospital das Clínicas que quiserem participar do estudo serão medicados com um dos 4 remédios previstos

HC/UFMG é único hospital de Minas a participar

HC/UFMG é único hospital de Minas a participar

Reprodução/Google Maps

O Hospital das Clínicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), localizado em Belo Horizonte, foi selecionado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para participar de um ensaio clínico multinacional para testar os efeitos e resultados do uso de quatro tipos de medicamentos contra a Covid-19.

A pesquisa, chamada de "Solidarity" (solidariedade, em inglês), vai testar o uso de Hidroxicloroquina/Cloroquina, Remdesivir, o Lopinavir/Ritonavir monoterapia e a combinação de Lopinavir/Ritonavir associada ao Interferon Beta 1a.

No Brasil, o estudo será coordenado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e implementado em 18 hospitais de 12 estados e conta com o apoio do Ministério da Saúde.

A previsão do Hospital das Clínicas da UFMG é que as medicações cheguem ainda nesta semana. A pesquisa incluirá somente pacientes hospitalizados, como forma de atender à demanda mais urgente, que é a de oferecer tratamento para pessoas com quadros mais graves da infecção.

Estudo

O ensaio clínico é do tipo randomizado. Isso significa que o paciente que concordar em participar da pesquisa receberá uma das quatro medicações, que será escolhida de forma aleatória.

Os resultados serão monitorados e inseridos na plataforma da pesquisa, juntamente com os dados de todos os outros centros de saúde participantes.

De acordo com a OMS, ao envolver pacientes de diversos países, o "Solidarity" tentará, de uma forma mais rápida, descobrir Se algum desses tratamentos desacelera a progressão da doença ou aumenta a sobrevida dos pacientes. Segundo o órgão, outras drogas podem ser adicionadas ao ensaio clínico, dependendo de evidências que forem surgindo. 

Últimas