Minas Gerais Corpo de Bombeiros atende a 71 ocorrências de incêndio em BH

Corpo de Bombeiros atende a 71 ocorrências de incêndio em BH

Tempo seco e ação humana são as principais causas; Bombeiros alertam para pontas de cigarro, vidro e latas deixadas na beira de rodovias

  • Minas Gerais | Marcela Gasparete, da RecordTV Minas

Bombeiros combatem incêndio na Grande BH

Bombeiros combatem incêndio na Grande BH

Reprodução/Bombeiros MG

Pelo menos 71 ocorrências de incêndios foram registradas pelo Corpo de Bombeiros nesta sexta-feira (11), na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a corporação, o balanço leva em conta incêndios em  vegetações, incluindo lotes vagos.

Segundo os militares, a suspeita é de que a maioria dos incêndios tenha começado devido ao tempo seco, porém podem ter sido potencializados com a ação humana.

A companhia explica que o mais comum nessas situações é quando a limpeza de terrenos ou trilhas com entulhos ou mato saem do controle. Eles alertam que o  fogo é o modo mais prático para realizar essa limpeza mas, também, é o mais complicado e o que pode acarretar maiores danos.

O Corpo de Bombeiros recomenda atenção com pontas de cigarro na beira de estradas e latas de metal e cacos de garrafa que podem aquecer. As fogueiras podem ser acesas apenas em locais limpos e sem vegetação, que também devem ser bem apagadas após o uso. 

Baixa umidade do ar

Belo Horizonte entrou em situação de alerta após registrar umidade do ar de apenas 13% na tarde da última quinta-feira (10). O índice foi registrado na região da Pampulha e a época está sendo marcada pelo tempo seco e calor em toda a cidade.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a baixa umidade do ar é decorrente de uma forte massa de ar seco na região Sudeste do país, o que é relativamente comum nessa época do ano. Além do agravamento de problemas respiratórios, um dos principais problemas desse tempo são as queimadas.

Últimas