Minas Gerais Corpo de motorista de aplicativo encontrada morta é velado em MG

Corpo de motorista de aplicativo encontrada morta é velado em MG

Vítima será enterrada no sul da Bahia; filha da motorista contou que suspeito estava com a mulher desde a primeira viagem

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da Record TV Minas

O corpo da motorista de aplicativo, encontrada morta em um penhasco na Serra do Rola Moça, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi velado na manhã desta quarta-feira (13), no cemitério municipal da cidade.

Vítima era motorista de aplicativo desde julho

Vítima era motorista de aplicativo desde julho

Reprodução / Record TV Minas

Após o velório, o corpo de Margarete Nascimento, de 49 anos, seguiu de carro para a comunidade de Helvécia, distrito do município de Nova Viçosa, no sul da Bahia, onde será enterrado.

Margarete trabalhava como motorista de aplicativo desde julho deste ano, quando deixou o emprego de cozinheira no Hospital Regional de Ibirité, na Grande BH. Desde então, ela fazioa bicos para se sustentar. A vítima era separada e tinha três filhas.

Relembre o caso

A motorista de aplicativo estava desaparecida desde a noite do último domingo (10). O corpo de Margarete Nascimento foi encontrado nesta segunda-feira (11), a 30 metros de distância da estrada que dá acesso à Serra do Rola Moça.

Uma câmera de segurança mostra o momento em que o veículo, que tinha marcas de sangue, foi deixado na avenida Perimetral Dois. O suspeito demora alguns segundos e desembarca, mas logo depois retorna para o interior do carro. Ele chega a piscar os faróis antes de sair, depois fecha a porta e se afasta a pé.

Os endereços em que a motorista passou foram rastreados. O carro ficou seis minutos parado no mirante, da Serra do Rola Moça, onde o corpo foi encontrado. A filha da vítima, Jaciara Nascimento, conta que a mãe estava com o suspeito desde a primeira viagem.  

— O acontecido foi desde a primeira viagem. Ele rodou [sic] com ela 30 minutos, parou com ela por mais 18 minutos e depois foi deixar o corpo dela no Rola Moça.

Os peritos que estiveram no local relataram que a vítima tinha sinais de violência na cabeça e teria sido arrastada até o penhasco.  

A polícia disse ter pistas da autoria do crime e procura o suspeito. Mas, até o momento, ninguém foi preso.

Últimas