Coronavírus

Minas Gerais Covid-19: BH volta a ter dois índices no 'vermelho' após uma semana

Covid-19: BH volta a ter dois índices no 'vermelho' após uma semana

Ocupação de UTIs e enfermarias estão em fase crítica, mesmo com a abertura de 81 leitos de tratamento intensivo nos últimos dias

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Ocupação de UTIs e enfermarias estão no 'vermelho'

Ocupação de UTIs e enfermarias estão no 'vermelho'

Divulgação / PBH

Após uma semana, Belo Horizonte voltou a ter dois dos três indicadores da covid-19 no ‘vermelho’, de acordo com os dados divulgados pela prefeitura nesta quarta-feira (10).

A ocupação dos leitos de terapia intensiva para pacientes com a doença passou, de ontem para hoje, de 85,3% para 86,1%.

Em uma semana, a prefeitura abriu 81 leitos. Ainda assim, durante o período, a ocupação subiu 11 pontos percentuais.

Veja: Belo Horizonte suspende aulas presenciais dos cursos de saúde

Já a ocupação dos leitos comuns passou de 69,6% para 71,6%, entrando na ‘fase vermelha'. São 417 vagas disponíveis hoje nas enfermarias.

A taxa de transmissão por infectado, conhecida como RT, passou de 1,16 para 1,19 e se manteve na fase amarela.

Covid-19 em BH

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 27 óbitos pela covid-19 e 994 testes positivos para a doença. A capital contabiliza 2.859 mortes e 119.923 casos registrados, além de 111.060 curados e 6.004 pacientes em acompanhamento.

A capital mineira já testou 11.941 profissionais da rede pública e privada de saúde. Destes, 2.131 tiveram o diagnóstico positivo da doença. As categorias com mais casos confirmados são técnico de enfermagem (417), agente comunitário de saúde (195) e enfermeiro (121).

Veja como anda a vacinação pelo Brasil:

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas