Coronavírus

Minas Gerais CPI dos "Fura-fila" marca primeiros depoimentos na Assembleia de MG

CPI dos "Fura-fila" marca primeiros depoimentos na Assembleia de MG

Promotora de Justiça que investiga o caso está entre as convidadas de audiência que foi marcada para esta quinta-feira (25)

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Deputados que integram a CPI dos Fura-fila visitaram Rede de Frios do Estado

Deputados que integram a CPI dos Fura-fila visitaram Rede de Frios do Estado

Divulgação/ALMG/Luiz Sant’Ana

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Fura-fila, como foi batizado o colegiado que investiga denúncias de irregularidades no processo de vacinação de sevidores em Minas Gerais, marcou para esta quinta-feira (25), os primeiros depoimentos. 

Foram convidados para a audiência, a promotora de Justiça que investiga o caso, Josely ramos Pontes, a ouvidora-geral do Estado, Simone Deoud, o controlador-geral do Estado, Rodrigo Fontenelle, a ouvidora de Saúde, Thamiris Aguiar Maciel e o gerente de saúde operacional da Assembleia de Minas, Marcus Vinicius Pereira. A reunião está marcada para começar às 9h. 

Nesta quarta-feira (24), os parlamentares fizeram a primeira visita técnica da CPI, à sede da Rede de Frios Estadual. O local, que fica no bairro Itaipu, foi utilizado pela SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) para vacinar os seus servidores. 

A função do local é armazenar e acondicionar as vacinas que são distribuídas pelo Ministério da Saúde ao Estado. De lá, elas são distribuidas para as Superintendências Regionais de Saúde e, então, para os municípios mineiros. Como o R7 revelou, as vacinas utilizadas na imunização dos servidores da saúde fazem parte da "reserva técnica" do Estado e deveriam ter sido repassadas aos municípios. 

Últimas