Minas Gerais Criança que estava em ônibus que caiu em MG deixa UTI após 15 dias

Criança que estava em ônibus que caiu em MG deixa UTI após 15 dias

Menino de 10 anos foi levado de helicóptero para BH no dia 4 de dezembro, com traumatismo craniano; além dele, duas pessoas continuam internadas

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Ônibus caiu de altura de 60 metros, em João Monlevade (MG)

Ônibus caiu de altura de 60 metros, em João Monlevade (MG)

Divulgação/Corpo de Bombeiros

Uma criança que estava internada na UTI do Hospital João 23, em Belo Horizonte, devido ao acidente com o ônibus que caiu de um viaduto em João Monlevade, a 115 km da capital mineira, teve melhora e foi transferido para a enfermaria. Ao todo, três pessoas continuam hospitalizadas

De acordo com boletim médico divulgado pela Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais), o menino, de 10 anos de idade, deixou a UTI Pediátrica no sabado (19) e seu quadro é estável. 

O outro paciente internado em Belo Horizonte é um homem, de 33 anos. Ele havia deixado a UTI, mas precisou retornar a um leito de terapia intensiva para que pudesse ter o padrão respiratório monitorado.  

O terceiro paciente hospitalizado é um homem, de 25 anos, que continua no Hospital Margarida, em João Monlevade. 

Acidente

O acidente ocorreu em 4 de dezembro. O ônibus deixou o interior de Alagoas com 48 pessoas e seguia em direção a São Paulo, pela BR-381. Na altura da cidade de João Monlevade, o veículo teve um problema mecânica, perdeu força e voltou de ré na pista. 

Antes de o veículo se chocar contra a mureta de proteção do viaduto, seis pessoas conseguiram pular, dentre elas o motorista.  No entanto, 19 pessoas morreram, 13 delas no local do acidente. Os corpos foram enterrados no dia 9 de dezembro, em Alagoas, Bahia e São Paulo. 

A empresa responsável pelo ônibus, a Localima Transportes não tinha registro ativo junto à ANTT (Agência Naciona de Transportes Terrestres), mas alega que o ônibus havia sido cedido para outra empresa, a JS Turismo, para que pudesse rodar. A agência informa que o ônibus não estava legalmente registrado. 

Últimas