Coronavírus

Minas Gerais Dados melhoram e BH anuncia que vai liberar aulas do ensino médio

Dados melhoram e BH anuncia que vai liberar aulas do ensino médio

Detalhes sobre o retorno presencial para os adolescentes devem ser divulgados até esta sexta-feira (23), informou a prefeitura

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Prefeitura ainda não divulgou data para ampliação

Prefeitura ainda não divulgou data para ampliação

Reprodução / Freepik

A Prefeiturade Belo Horizonte anunciou, nesta quinta-feira (22), que vai publicar o decreto que libera as aulas presenciais para os estudantes do ensino médio na cidade.

O texto com as regras e detalhes sobre o retorno deve ser divulgado até esta sexta-feira (23), no Diário Oficial do Município.

A ampliação será possível graças à melhora nos dados da pandemia de covid-19. O boletim epidemiológico de hoje aponta que a taxa de normalidade, usada para orientar a reabertura das escolas, passou de 76% para 85%. O mínimo necessário para retorno do ensino médio é 81%.

Durante depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19 na Câmara Municipal nesta manhã, a secretária de Educação Ângela Dalben havia previsto que a ampliação para os adolescentes e universitários deveria acontecer no segundo semetre deste ano. Para que as faculdades voltem a ter aulas presenciais, a taxa de normalidade precisa chegar a 90%.

— Meu desejo, sonho e esperança é que, no segundo semestre, até setembro, a cidade colabore com isso, mas temos que aguardar o matriciamento.

Com as novas regras que devem ser divulgadas para o ensino médio nos próximos dias, as aulas da faixa etária poderão ser retomadas nas redes pública e particular. Como atualmente BH é classificada pelo Governo de Minas na onda amarela, as escolas estaduais poderão reabrir.

Evolução dos dados

O boletim da Secretaria Municipal de Saúde desta quinta-feira aponta que a capital mineira registrou 1.140 novos casos de covid-19, chegando a 252.847 infectados desde o início da pandemia. O número de mortes confirmadas subiu para 6.134 - 18 a mais que no dia anterior. Os curados somam 242.293.

Os três indicadores monitorados pela pasta reduziram, mas seguem no patamar amarelo. O RT, que mede o ritmo de transmissão do vírus na cidade, passou de 1,01 para 1,00. A taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) para casos de covid-19 recuou de 62,7% para 59,5%. Já as enfermarias passaram de 55,1% para 50,5%.

Últimas