Novo Coronavírus

Minas Gerais Decisão de reabrir academias é de cada prefeito, diz governador de MG

Decisão de reabrir academias é de cada prefeito, diz governador de MG

Romeu Zema disse que municípios mineiros vão poder decidir sobre o assunto, embora Jair Bolsonaro tenha colocado o serviço na lista de essenciais

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Zema diz que orientação do STF deve ser seguida

Zema diz que orientação do STF deve ser seguida

Divugalção / Governo de Minas

O governador de Minas Gerais, Rome Zema (Novo), declarou, nesta terça-feira (12), que a decisão sobre a reabertura das academias e salões de beleza no Estado vai ficar nas mãos de cada prefeito.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou um decreto, nesta segunda-feira (11), colocado as atividades na lista de serviços essenciais. 

Apesar da decisão do presidente, uma orientação do STF (Supremo Tribunal Federal) repassa aos Estados e municípios o poder de decidir as medidas de isolamento social para enfrentar a covid-19. Zema se valeu do parecer do STF para reafirmar que a responsabilidade sobre o assunto é de cada prefeitura. 

"O decreto federal que considera esses serviços como essenciais, não altera a autonomia de gestão dos municípios", escreveu o governador de Minas Gerais, em uma rede social.

Abertura

No final de abril, o Governo de Minas lançou o programa Minas Consciente, com uma série orientações para os prefeitos dos municípios mineiros reabrirem as cidades de forma segura.

O documento classifica os salões de beleza como atividades de “alto risco" e não estabelece quais cuidados devem ser tomados nestes estabelecimentos. Já as academias estão na lista de serviços que só poderão retomar o funcionamento após a pandemia.

Nesta manhã, a Prefeitura de Belo Horizonte já se manifestou sobre o assunto e afirmou que tanto as academias, quanto os salões de beleza, devem seguir fechados na capital mineira.

Últimas