Denúncia de violência contra a mulher pode ser feita online

Enquanto durar a pandemia do coronavírus, denúncias podem ser realizadas pela Delegacia Virtual; condomínios serão obrigados a chamar a polícia

Governador fez o anúncio pelas redes sociais

Governador fez o anúncio pelas redes sociais

Divulgação/Imprensa MG

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), sancionou o projeto de lei que autoriza que denúncias de violência doméstica sejam feitas pelas delegacias virtuais do Estado. As queixas podem ser realizadas remotamente, enquanto durar o estado de calamidade pública reconhecida em março por causa da pandemia do novo coronavírus.

Em suas redes sociais, Zema anunciou, também, um outro projeto aprovado que obriga condomínios residenciais a informarem casos ou indícios de violência doméstica em suas localidades.

A partir de agora, com a lei, os síndicos devem encaminhar possíveis agressões contra crianças, mulheres, idosos e pessoas com deficiência à delegacia responsável pela região onde mora.

Leia mais: Aplicativo de combate à violência doméstica monitora agressores

Queda

De acordo com um levantamento da PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais), o número de denúncias de agressão contra mulheres, em MG, caiu 13% em março, primeiro mês com medidas de isolamento social no Estado. Em Belo Horizonte, a redução foi de 23% e de 16% na Grande BH.

As denúncias podem ser realizadas anonimamente pela Central de Atendimento à Mulher, através do número 180

*Estagiária do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli