Minas Gerais Diretor de presídio é afastado após imagens de presos nus vazarem

Diretor de presídio é afastado após imagens de presos nus vazarem

De acordo com secretaria, detentos teriam queimado pedaços de colchão e tiveram os pertences retirados das celas

  • Minas Gerais | Airine Ferreira e João Lamêgo, da RecordTV Minas

Fotos de detentos nus em pátio do presídio de Formiga vazaram

Fotos de detentos nus em pátio do presídio de Formiga vazaram

Reprodução

O diretor de um presídio do interior de Minas Gerais, Ronaldo Antônio Gomides, foi afastado do cargo depois da divulgação das imagens de detentos deixados nus no pátio do estabelecimento penal. O caso aconteceu em 22 de outubro, no presídio de Formiga, a 200 km de Belo Horizonte. 

De acordo com a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), os detentos foram deixados nus no pátio da penitenciária devido a uma "operação de retirada de presos e pertences das celas" por causa de um "movimento de subversão da ordem", que incluiu a queima de pedaços de colchões.

O presídio de Formiga tem capacidade para 396 presos e, de acordo com o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) tem, atualmente, 655 detentos. 

O Depen-MG (Departamento Penitenciário de Minas Gerais) instaurou um Procedimento Interno, que está em andamento, para apurar a motivação da realização e veiculação das imagens. O órgão também diz não compactuar com "desvio de conduta" dos servidores e que as denúncias serão apuradas.  

O diretor regional de Polícia Penal da 7ª Região Integrada de Segurança Pública assumiu interinamente a direção da unidade prisional.

Últimas