Minas Gerais Dono de loja é preso suspeito de assediar funcionárias em BH

Dono de loja é preso suspeito de assediar funcionárias em BH

Polícia ainda procura o pai do detido que também é suspeito de estuprar as empregadas; ao menos 10 teriam sido vítimas

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da Record TV Minas

A Polícia Civil prendeu um empresário suspeito de abusar sexualmente das funcionárias de uma loja de bijuterias na rua Curitiba, no Centro de Belo Horizonte. O pai do acusado, dono do estabelecimento, é considerado foragido.

As investigações tiveram início após mulheres que trabalham ou trabalharam no comércio denunciarem que foram assediadas. Uma delas afirma ter sido violentada sexualmente pelo dono da loja, que tem 63 anos. Até o momento, dez possíveis vítimas fizeram denúncias contra os suspeitos.

O homem detido nesta sexta-feira tem 44 anos e foi preso dentro da loja. A Polícia Civil aproveitou a oportunidade para cumprir mandados de busca e apreensão no local, recolhendo celulares e arquivos das câmeras de segurança.

De acordo com a delegada Cristiana Angelini, os primeiros abusos teriam acontecido há sete meses. Os suspeitos estariam se aproveitando da posição superior na hierarquia da loja para cometer os assédios.

Loja de bijuterias fica no Centro de BH

Loja de bijuterias fica no Centro de BH

Reprodução / Record TV Minas

— Uma das vítimas afirmou que um dos suspeitos faziam cantadas e encostavam no corpo das vítimas. Essas funcionárias temem represálias, tanto por perderem o emprego quanto por agressões físicas. Esses empresários seriam conceituados na área, teriam influência.

De acordo com a delegada, o dono da loja vai responder por importunação sexual e estupro. Já o filho do empresário, preso nesta sexta, vai responder por importunação sexual.

Últimas