Minas Gerais Doze famílias já podem voltar a casas vizinhas de prédio demolido 

Doze famílias já podem voltar a casas vizinhas de prédio demolido 

Uma família teve a estrutura da residência diretamente comprometida e outras duas não procuraram a Defesa Civil de Betim (MG) para vistoria

  • Minas Gerais | Caio Silva*, do R7

Prédio foi demolido por completo nesta quinta-feira (26)

Prédio foi demolido por completo nesta quinta-feira (26)

Akemi Duarte

A Prefeitura de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, autorizou 12 das 15 famílias vizinhas ao prédio demolido a voltarem para suas casas, na manhã desta sexta-feira (27). 

Segundo o executivo, apenas duas famílias ainda não procuraram a Defesa Civil para realizar a vistoria nos imóveis. 

De acordo com o tenente-coronel do órgão, Walfrido Lopes, uma família não foi autorizada a voltar para sua casa já que a estrutura foi comprometida pelo tombamento do prédio. 

— A casa de uma família foi diretamente afetada. Iremos realizar uma outra vistoria mais aprofundada na segunda-feira (30) para avaliar novamente a situação do imóvel. 

Demolição

A estrutura do prédio foi demolida por completo nesta quinta-feira (26). O trabalho foi feito por uma empresa contratada pela prefeitura da cidade e a operação durou cerca de 11 horas. Uma escavadeira de 22 metros de altura foi usada na demolição.

O custo da operação, segundo o executivo municipal, foi de R$ 250 mil e o valor será repassado para a construtora responsável pela obra. Na quarta-feira (25), a Abrahim Hamza Construção Eirelli se manifestou pela primeira vez após o incidente. 

Por meio de nota, a empresa pediu "sinceras desculpas" para todos os "moradores vizinhos ao prédio, aos compradores, e a toda a população Betinense". A construtora ainda agradeceu os trabalhos da Prefeitura de Betim com os atingidos no imbróglio. 

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Nascimento 

Últimas