Coronavírus

Minas Gerais Edifício JK vira outdoor de pedido de casamento em Belo Horizonte

Edifício JK vira outdoor de pedido de casamento em Belo Horizonte

Empreendedor conta que mudou os planos para a troca de alianças por causa do isolamento social para conter a proliferação do coronavírus

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Mensagem foi projetada no prédio de 36 andares

Mensagem foi projetada no prédio de 36 andares

Guilherme Barros / Divulgação Viva JK

Belo Horizonte, 2 de abril, quinta-feira, 19h. O tom amarelado do bloco B do Conjunto JK, um dos condomínios mais tradicionais da capital mineira, foi coberto por frases projetadas por moradores que se uniram para transmitir mensagens de alento durante a pandemia de novo coronavírus. Uma delas tinha quatro palavras que mudaram a vida de um casal: “Quer casar comigo, Sarah?”

O pedido foi feito pelo empreendedor digital Wildson Caldeira, de 27 anos. O jovem conta que já planejava mudar o "status" do relacionamento, mas o isolamento social para conter o coronavírus atrasou os planos.

— Eu tinha pensado em fazer o pedido em um evento ou restaurante, mas com a questão da covid-19 deixei mais para frente (sic).

A ideia de trocar as alianças mesmo durante a quarentena veio quando o grupo chamado de "Viva JK" começou a projetar os recados de afeto nas paredes do edifício de 36 andares, desenhado por Oscar Niemeyer. O coletivo é formado por cerca de 60 moradores do condomínio que se juntaram para valorizar a história do conjunto modernista.

Sarah disse "sim" ao namorado

Sarah disse "sim" ao namorado

Reprodução / Instagram

Após acionar alguns contatos, Caldeira descobriu quem estava por trás das intervenções e organizou o pedido para esta quinta-feira.

O jovem combinou com a agora noiva, Sarah Gomes, de fazer um jantar romântico no apartamento onde eles moram há três meses. A nutricionista de 28 anos conta que enquanto conversavam, percebeu as projeções no prédio vizinho.

— Eu fui para janela e, quando eu vi o pedido, não acreditei. Perguntei se era aquilo mesmo e o Wildson se ajoelhou e pegou as alianças.

Após lágrimas de alegria, a resposta de Sarah foi pelo "sim". Agora, a jovem aguarda o fim da pandemia para marcar a data do casamento. Enquanto isto, ela diz que vai curtir com Caldeira a vida no prédio que agora faz parte da história do casal.

— Daqui eu não mudo mais. Toda vez que eu olhar pela janela vou falar que foi ali que o Wildson me pediu em casamento.

Veja o momento do pedido:

Projeções

O grupo "Viva JK" realiza as projeções no condomínio desde o último 21 de março, um dia após a Prefeitura de Belo Horizonte restringir o funcionamento do comércio na cidade para conter a proliferação do coronavírus.

Um organizador do movimento, que prefere manter o anonimato para não chamar mais atenção do que o projeto, conta que as primeiras mensagens que "iluminaram" o prédio com letras garrafais eram em apoio à quarentena e traziam manchetes de jornais sobre a pandemia.

Com a repercussão do trabalho, o coletivo criou uma conta no Instagram e passou a interagir com a população da cidade e a veicular mais mensagens de que possam levar tranquilidade aos moradores não só do JK.

Ver essa foto no Instagram

Separados, mas juntos. #VIVAJK

Uma publicação compartilhada por VIVA JK (@vivajk) em

Últimas