Queda de barragem em minas

Minas Gerais Em BH, Raquel Dodge cobra indenização para vítimas da tragédia de Mariana

Em BH, Raquel Dodge cobra indenização para vítimas da tragédia de Mariana

Procuradora-geral da República participou de congresso do MP, na capital mineira

  • Minas Gerais | Do R7 com Ezequiel Fagundes, da RecordTV Minas

Raquel também falou sobre nova gestão na PGR

Raquel também falou sobre nova gestão na PGR

Ezequiel Fagundes / RecordTV Minas

Na primeira visita a Minas Gerais após assumir à chefia do MPF (Ministério Público Federal), nesta sexta-feira (29),a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, cobrou uma reparação para as vítimas da tragédia ambiental de Mariana. Ela esteve em Belo Horizonte para participar do XXII Congresso Nacional do Ministério Público.

A procuradora fez o discurso de encerramento do evento. “Ao lado das ações de proteção ao meio ambiente, das medidas de apuração de responsabilidades sobre o ocorrido, temos ainda de assegurar às populações atingidas o devido direito à indenização. Mais do que isso, precisamos agir de forma que semelhantes infortúnios não mais vitimem a nação”, declarou.

Leia mais notícias no Portal R7

No próximo dia cinco de novembro, o desastre de Mariana vai completar dois anos. Até agora ninguém foi punido pelo rompimento da barragem de Fundão, da Mineradora Samarco, que deixou 19 mortos. “As consequências do rompimento da barragem de rejeitos de mineração são duradouras algumas, permanentes outras, e devem ser reparadas em todas as duas dimensões: humanas, espirituais, morais e ambientais”, afirmou.

Sem citar a operação Lava Jato, a procuradora afirmou que sua gestão vai focar na defesa dos direitos humanos e ao combate à corrupção. Após a palestra, ela foi embora sem conceder entrevistas.

Últimas