Minas Gerais Empresas de ônibus devem aumentar viagens em BH depois do dia 11 de julho

Empresas de ônibus devem aumentar viagens em BH depois do dia 11 de julho

Prazo é contado com base no período de 10 dias que a nova lei estabelece para adequação às regras do acordo com a prefeitura

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Número de viagens deve ser aumentado em 30%

Número de viagens deve ser aumentado em 30%

Divulgação / PBH / Divino Advincula

As empresas de ônibus de Belo Horizonte devem aumentar o número de veículos nas ruas para atender o novo acordo com o município depois do dia 11 de julho.

O cálculo é feito com base no período de 10 dias que as companhias terão para se adequarem às regras do acordo. Só então, a prefeitura fará o primeiro repasse às empresas, o que vai viabilizar o incremento de 15% nas linhas no dia seguinte. Em seguida, as companhias terão mais 15 dias para fazer um novo aumento de 15% nas viagens.

O prazo começará a correr a partir deste sábado (2), quando a lei lei 336/2022 será publicada no Diário Oficial do Município. Como exemplo das adequações que devem ser feitas, a prefeitura cita "a extinção de processos judiciais, normatização da não expiração dos créditos de passagens e a revalidação sem ônus para o usuário".

O acordo prevê que a prefeitura e a Câmara Municipal vão repassar R$ 237,5 milhões às empresas de ônibus até março de 2023. Neste período, elas ficam proibidas de aumentar o valor da tarifa, hoje em R$ 4,50, e também deverão melhorar a qualidade do serviço.

O projeto foi desenhado durante reuniões entre a prefeitura, representantes da câmara e das empresas de ônibus. A proposta foi apresentada como solução para o aumento dos custos no serviço de transporte. O prefeito Fuad Noman (PSD) sancionou a lei nesta sexta-feira (1º).

Últimas