tragédia brumadinho

Minas Gerais Equipe de resgate de Israel começa a chegar para ajudar em Brumadinho

Equipe de resgate de Israel começa a chegar para ajudar em Brumadinho

Ao todo, 136 militares estrangeiros irão auxiliar nas buscas pelos desaparecidos no rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Comandante foi recebido em gabinete de crise

Comandante foi recebido em gabinete de crise

Divulgação / Polícia Militar de Minas Gerais

Parte da equipe israelense que vai auxiliar nas buscas por desaparecidos do rompimento da barragem de Brumadinho, na Grande BH, chegou à capital mineira na tarde deste domingo (27). O comandante do grupo foi recebido no Comitê de Crise, montado na Cidade Administrativa, sede do Governo de Minas. A previsão é de que ele participe de reuniões com a equipe para montar estratégias de ação e siga para o local da tragédia nas próximas horas.

Brumadinho: ‘Não adianta multar, tem que botar na cadeia’: por que tragédia se repete no Brasil

O restante da tropa israelense deve chegar ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte às 21h30, deste domingo. Ao todo, são 136 militares que irão ajudar nas buscas pelos desaparecidos e buscas por sobreviventes do rompimento da barragem na Mina do Córrego do Feijão. Segundo o Corpo de Bombeiros, até esta tarde, 37 mortos já haviam sido encontrados e 287 pessoas continuavam desaparecidas.

O grupo seguirá para o local onde ocorreu o desastre na manhã desta segunda-feira (28), acompanhado pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).

A missão, que vai ser chefiada pelo embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, conta com especialistas salvamento em tragédias e trazem para o Brasil 16 toneladas de equipamentos de alta tecnologia para resgate. Seis cães farejadores também fazem parte da equipe.

Últimas