Novo Coronavírus

Minas Gerais Escolas particulares reabrem hoje em BH após mais de 1 ano fechadas

Escolas particulares reabrem hoje em BH após mais de 1 ano fechadas

Na rede municipal, os professores também voltam a trabalhar nesta segunda, mas as aulas serão retomadas no dia 3 de maio

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Apenas alunos de até 5 anos retornam às escolas

Apenas alunos de até 5 anos retornam às escolas

Pixabay/Reprodução

As escolas particulares de Belo Horizonte retomam as aulas presenciais, nesta segunda-feira (26), pela primeira vez após um ano e um mês de pandemia da covid-19.

Por enquanto, o retorno é permitido apenas para alunos com idades entre 0 e 5 anos. Eles farão um rodízio nas salas de aulas, mas não serão obrigados a frequentar presencialmente,

A volta dos estudantes da rede pública municipal está marcada para o dia 3 de maio, mas os professores já voltam ao trabalho presencial nesta segunda-feira para organizar as atividades. No entanto, o sindicato que representa a categoria anunciou na última semana que os educadores farão grave e manterão apenas as atividades remotas. Ainda não se sabe quantos servidores vão aderir ao movimento.

Leia também: Vejas as regras que devem ser seguidas nas escolas de Belo Horizonte

Seja na rede pública ou privada, as escolas deverão seguir uma série de medidas de segurança. A rotina dos alunos será diferente. Eles não poderão ter contato uns com os outros, farão os lanches dentro da sala de aula e terão horários de entrada, saída e de intervalo escalonados.

Uma portaria publicada pela prefeitura neste sábado (24) indica que cada sala poderá abrigar até 12 estudantes, desde que respeitem a distância de 2 metros entre as mesas. Por enquanto, não há previsão de retorno para as escolas da rede pública, que atendem os alunos maiores.

Segundo a secretária de Educação de Belo Horizonte, Angela Dalben, a expectativa é que mais faixa etárias sejam convocadas à medida em que os dados da pandemia permitirem. A prefeitura calcula que a cidade tenha, na rede pública e privada, 107 mil estudantes com até 5 anos.

“Depois desta etapa, devem ser chamados ao presencial, aproximadamente 45 mil alunos de 6 a 8 anos, que estão em fase de alfabetização e que, por isso, têm muito mais dificuldades de adaptação ao ensino remoto. O planejamento é que os alunos do ensino fundamental estejam no ensino híbrido, com rodízios em que ora estarão sob orientação presencial dos professores, ora executando atividades em casa”, destacou Angela.

Últimas