Minas Gerais Estudante que foi baleado durante ataque em Itajubá morre em SP

Estudante que foi baleado durante ataque em Itajubá morre em SP

Universidade Federal de Itajubá confirmou o falecimento por infarto, mas não se sabe se a morte tem relação com a invasão criminosa 

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7

Breno foi sepultado em Paraibuna

Breno foi sepultado em Paraibuna

Unifei/Divulgação

O estudante que foi baleado durante o ataque a banco em Itajubá, a 451 km de Belo Horizonte, morreu de infarto no domingo (3), em Paraibuna, cidade do estado paulista. Breno Augusto Camargo dos Santos, de 30 anos, já foi sepultado no cemitério do município. 

Em nota de pesar, publicada nesta segunda-feira (4), a Unifei (Universidade Federal de Itajubá) confirmou o falecimento do aluno, que cursava Engenharia de Controle de Automação, mas não informou se a parada cardíaca tem relação com a invasão de um grupo de criminosos no município, no dia 22 de junho. Segundo a instituição de ensino, as informações foram passadas pela família do estudante e não há mais detalhes. 

“Esta é uma homenagem ao Breno, que partiu tão jovem, deixando tantos sonhos. A consternação pelo ocorrido e o desejo de conforto aos familiares e amigos são comuns a cada um de nós”, escreveu a Unifei. 

Breno ficou ferido ao ter sido atingido por uma bala na perna durante o ataque à agência bancária da Caixa Econômica Federal. Ele foi atendido no Hospital de Clínicas do município logo após ter sido baleado e teve alta um dia depois.

Relembre o ataque

Na noite de 22 de junho, pelo menos 12 criminosos fortemente armados invadiram Itajubá, cidade que fica no sul de Minas Gerais, quase na divisa com São Paulo. O objetivo era roubar a agência bancária da Caixa Econômica Federal e, durante o ataque, cercaram batalhões da Polícia Militar. 

Houve troca de tiros, e quatro policiais foram atingidos. Todos eles se recuperam bem. Além dos militares, Breno Augusto passava pelo local no momento do tiroteio e levou um disparo na perna. 

Os criminosos conseguiram fugir após a ação e apenas um dos envolvidos foi preso. O homem, de 33 anos, foi detido em flagrante e agia como olheiro do grupo. Ele está detido no Presídio Regional de Itajubá. Segundo informações da polícia, a quadrilha fugiu para São Paulo em oito carros e todos os veículos já foram apreendidos. 

O arsenal usado pela quadrilha foi achado na capital paulista pela Polícia Civil. No local, foram encontrados uma pistola Glock com rajada, três AK 47 e uma arma de calibre 12, fuzil, munições da arma, 30 coletes balísticos e pistolas. O homem que estava no imóvel foi preso.

Últimas